Loading...

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

A ÁFRICA TEM UM NOVO PAÍS, SUDÃO DO SUL...

Chegou a hora de Salva Kiir Mayardit no Sudão do Sul, depois do anúncio de que 99% no Sul e 58% no Norte votaram pela separação.
Embora o processo de votação só terminasse em 15 de janeiro, foi feita a apuração com sumo cuidado e numerosas revisões, para que se anunciasse neste domingo [ontem] o resultado que se esperava: 99% dos habitantes do Sudão do Sul votaram pela independência em relação ao Sudão do Norte, onde a porcentagem também foi majoritária, com 58% dos votos a favor da separação.
O acordo de paz firmado entre o Norte (muçulmano) e o Sul (cristão) em 2005 determina que, por meio de um referendo, em julho se dará a criação efetiva de um novo Estado, com o que se porá fim a uma guerra civil de quase um quarto de século, que deixou milhões de mortos e deixou clara a incompatibilidade entre duas culturas segregadas territorialmente.



O atual vice-presidente do Sudão e presidente do Sudão do Sul (região autônoma desde 2005) será o novo chefe de Estado. Salva Kiir Mayardit tem 60 anos, é casado, tem oito filhos, é católico, e no site de sua campanha presidencial se apresenta como "um devoto cristão" com um longo histórico como guerrilheiro e militar. A trajetória que o levou até aqui teve uma frase como emblema: "Neste referendo a escolha é entre ser um cidadão de segunda em teu próprio país, ou ser um homem livre em um estado independente".

"ANTENADO COM O FUTURO"

De acordo com Carvalho (2002), a batalha para garantir um bom lugar no mercado de trabalho começa cada vez mais cedo. As crianças estão trocando carrinhos e bonecas por livros e cadernos, frequentando cursos de idiomas e informática e estudando em escolas particulares em período integral. Sendo acostumados desde cedo a pressões quanto ao desempenho e notas. Após esta fase de aprendizado, o primeiro desafio é o vestibular, quando jovens de aproximadamente 17 anos se deparam com a difícil decisão de escolher a carreira a seguir. Depois de escolhida, o egresso passa a conviver com um novo modelo de ensino e muitas vezes, longe da família e amigos. Mas nem sempre chegar ao fim de quatro ou cinco anos de faculdade é sinônimo de tranquilidade, estabilidade e emprego certo. A partir deste momento, o recém-formado encontra-se em meio a enormes desafios, responsabilidades e riscos, onde terá a seu favor, todo o conhecimento adquirido desde a sua infância. Eles não são mais estudantes, já são profissionais, mas ainda não têm aquela palavra mágica no curriculum: Experiência.

É ai que nos perguntamos: Será que vale a pena estudar? Quem sabe as profissões que não exigem tanto estudo nos garantem um futuro mais promissor? É com base nestes questionamentos que vocês, alunos do 9º ano deverão realizar um trabalho sobre as diversas profissões. Pesquisando, entrevistando e analisando os diversos ramos de atividades existentes. Atividades que exigem anos de estudo e também, as que não requer tanta escolaridade. Dessa forma, vocês poderão avaliar o que querem de fato para a vida profissional futura.

Caro aluno, após o trabalho de pesquisa e entrevista, siga o modelo do “banco de dados das profissões”, clicando em “comentários”. Preencha com os dados da profissão a qual você pesquisou. Cuidado com o erros ortográficos e lembre-se de colocar seu nome e turma. Bom trabalho!!